FANDOM


Codex ME - Turians

Conhecidos por sua cultura disciplinada e militarista, os turians foram a terceira raça a se juntar ao Conselho da Citadel. Eles ganharam seu espaço no conselho depois de derrotarem os krogan durante as Rebeliões Krogan. Os turians desenvolveram uma arma biológica salarian chamada Genophage, que praticamente esterelizou os krogan e os levando ao declínio. Os turians então mantiveram um acordo de paz com a cooperação com os krogan, lhes garantindo um espaço no Conselho em reconhecimento aos seus esforços.

Originalmente do planeta Palaven, turians são conhecidos por seu papel militar, particularmente suas contribuições de soldados e naves para a frota de Citadel. São respeitados pelo seu serviço público e ético - foram os turians que propuseram a criação do  C-Sec - mas também vistos como imperialistas ou rígidos por outras raças. Há uma hostilidade entres turian e humanos, devido a Guerra de Primeiro Contato. Essa armagura está começando a se cicatrizar - como mostrado pela cooperação de ambas as raças na contrução da SSV Normandy - mas muitos turians ainda se ressentem dos humanos, e vice versa.


BiologiaEditar

Turian sem armadura

Turian tendem a ser maiores que um metro e oitenta de altura, possuem   dois dedos proporcialmente grossos e longos e um polegar opositor em cada mão, cada dedo companhado de garras, e um conjunto de mandíbulas em torno de suas bocas. A maior distinção presente nos turians são sua carapaça metálica, que contém traços de túlio. Os turians evoluíram essa característica como mecanismo de defesa contra os altos índices de radiação solar que penetra no campo magnético fraco do seu planeta natal. 

Características turians são aviária, fazendo eles parecerem pássaros ou répteis humanóides, porém diferente de qualquer criatura réptil ou aviária da Terra, turians são vivíparos a dão a luz a jovens filhotes. Em 2165, David Anderson alegou que os turians o lembravam do elo evolucionário entre dinossauros e pássaros. Turians também são reconhecidos por suas vozes, que se diferenciam por terem um efeito de flanging. Machos e fêmeas não se diferem muito fisicamente, mas as fêmeas carecem da crista de chifres presentes no machos. A longevidade de um turian é comparativamente a mesma de um humano. 

Turians exibem suas características de predadores mais do que espécies de presas (comparado com a biologia dos krogan). Seus olhos frontalmente posicionados dão a impressão de que possuem uma visão aguçada e seus dentes e mandíbulas imitam estruturas presentes em predadores como crocodilos ou dinossauros carnívoros. Suas garras em ambos pés e mãos são capazes de rasgar carne. Assim, sua dieta primitiva é a base de carne. Seus corpos magros sugerem que são ou foram capazes de se mover em alta velocidade.  

O planeta natal dos turians, Palevan, possui um núcleo pobre em metais, gerando um campo magnético fraco e permitindo que mais radiação solar incida na atmosfera. Para lidar com isso, algumas formas de vida de Palevan desenvolveram um "exoesqueleto" metálico para se protegerem. Sua pele reflexiva fazem os turians menos sensíveis a exposições radioativas de baixo nível a longo prazo, porém eles não possuem nenhum tipo de "armadura natural". A pele grossa dos turians não impedem projéteis e raios de energia direta. O sangue turian possui uma colorização azul escuro.  

Embora a vida em Palevan seja a base de carbono e repiração de oxigênio, é composta de dextro-amino ácidos. Isso deixa os turian em uma minoria distinta no estágio galático; os quarians são a única outra raça sapiente de dextro-proteínas. O alimento humano, salarian ou asari, que evoluiram em biosfera baseada em levo-amino ácido, passa pelo digestório dos turian sem prover nenhuma nutrição. Em piores instâncias, provocará uma reação alérgica que pode ser fatal se não tratada imediatamente. O turian Lilihierax em Noveria usou a expressão "se você pode refinar moela suficiente". Isso sugere que os turians possuem um sistema digestivo semelhante a pássaros e répteis, que engolem pedras para ajudar a triturar alimentos no estômago. 

HistóriaEditar

A civilização turian abrange mais de quinze séculos de história. Antes da ascensão da civilização, os turians era conhecidos pelos protheans, que os viam como uma forma de vida primitiva assim como outras raças na era moderna.

A Guerra da Unificação Editar

Os turians já haviam descoberto diversos Mass Relays e espalharam colônias pela galáxia quando as asari encontraram a Citadel. Enquanto as asari estavam formando o Conselho com os salarians, os turians estavam envolvidos em uma guerra civil logo ao lado. A Guerra da Unificação, como foi nomeada posteriormente, começou com hostilidades entre as colônias mais distantes e o planeta natal Palevan.

Essas colônias foram comandadas por líderes locais, muitos os quais eram distanciados da Hierarquia. Sem influência direta no governo, as colônias se tornaram cada vez mais isoladas e xenofóbicas. Colonos começaram a se vestir ou usar pinturas faciais para se diferenciarem dos membros de outras colônias e hostilidades livres se tornaram comum.

Quando a guerra finalmente estourou, a Hierarquia manteve a diplomacia estrita e recusou a ser envolver. Depois de anos de luta, menos de doze facções remanesceram e a Hierarquia finalmente interviu. Por hora, os líderes não tinham força pra resitir; foram forçados a por um fim no conflito e restaurar sua lealdade à Hierarquia. Mesmo com a paz restaurada, levaram-se décadas para o sentimento de remorso entre os colonos desaparecer. Até hoje, muitos turians utilixam pinturas faciais de suas colônias.

Rebeliões KroganEditar

Em meio as Rebeliões Krogan (em inglês Krogan Rebellions), o Conselho da Citadel fez seu primeiro contato com os turians. A pedido do Conselho, os turians lhe enviram seu exército para segurar os krogan , agora uma ameaça reconhecida. Enquanto a ofensiva inicial dos turians foram bem sucedidas, isso provocou um contra ataque massivo vindo dos krogan o que devastou várias colônias turians. Três mundos turians foram deixados completamente inabitáveis após os krogan usarem tochas de fusão para atirar asteróides neles, e a batalha mais sangrrenta na história dos turians ocorreu em Digeris, onde o planeta foi severamente bombardeado e muitas fragatas e soldados foram sacrificados para derrubar uma frota krogan. Em vez de apenas demonstrar poder e soberania, os turians lutaram apenas exterminar os krogan completamente. Eventualmente, os turians implementaram a genophage salarian. Com a vantagem numérica anulada, a maioria dos krogan foi subjugada por volta de 800 E.C., embora insurgências  tenham continuado por décadas.

Por volta de 900 E.C., os turians conseguiram sua filiação total no Conselho da Citadel em gratidão pelos seus serviços durante as Rebeliões Krogan. Seu exército preencheu a lacuna militar e pacificadora deixada pelos dizimados krogan.

Incidente do Relay 314Editar

Em 2157 E.C. seguindo as leis do Conselho desde que as Guerras Rachni que proibiram a ativação de mass relays inexplorados, os turians atacaram exploradores de uma raça até então desconhecida: os humanos. Uma nave humana conseguiu escapar e alertar a Aliança de Sistemas, que revidou e destruiu várias naves turians. A situação rapidamente eclodiu em guerra.

Durante as semanas seguintes, a Aliança perdeu mutiplas grupos de reconhecimento e patrulhas para as 

Expedição Turian Shanxi

Uma esquadra de turians em Shanxi.

ofensivas turians. O conflito veio à tona quando uma frota turian passou pelas linhas da Aliança em direção a colônia humana de Shanxi. Sem outra opção, a guarda da Aliança em Shanxi se rendeu, e os turians começaram a ocupação do planeta, confiantes de que a maioria das forças da Aliança foram derrotadas. Entretanto, a segunda frota da Aliança atacaram os turians ocupadores de surpresa e os expulsaram do planeta. Ambos os lados se preparavam para uma guerra interplanetária. 

Antes que pudesse acontecer, o Conselho da Citadel interviu e revelou a comunidade galática para os humanos. Termos de paz foram negociados e o conflito foi levado definitivamente ao fim. Ordenados pelo Conselho, os turians auxiliaram nas reparações da Aliança devido a sua participação no conflito. A disconfiança entre ambas as raças irira demorar para sumir muitos anos.

Guerra Contra os ReapersEditar

Aviso: Spoilers de Mass Effect 3 a seguir!!!

Durante a invasão dos Reapers em 2186 E.C., a colônia turian de Taetrus foi um dos primeiro mundos que os Reapers atacaram depois da conquista de Khar'shan e da Terra. A Hierarquia turian realizou duas tentativas de retomar Taetrus, mas não tiveram êxito. Assim que os Reapers começaram a se espalahr pelo Sistema de Trebia, eles transmitiram imagens da destruição de Taetrus para os turians.

Menae - tobestik bartus corinthus

General Corinthus controlando a situação em Menae.

Os Reapers receberam forte resistência vinda dos turians durante a invasão de Palaven e Menae, muitas da frotas turians se mantiveram funcionais depois da ofensiva inicial dos Reapers, e a população civil estava armada para dar suporte as tropas. Embora a Hierarquia alegou que Palevan não caiu e a batalha pelo planeta continuou, os Reapers tiveram ganhos significativos e as baixas de turians aumentaram.

O alívio veio com a ajuda de um aliado inusitado: os krogan, que concordaram em participar da guerra uma vez que a genophage fosse curada. Um contra ataque combinado entre turians e krogan pegaram os Reapers desprevinidos. Enquanto uma frota Reaper era distraída por uma ofensiva turian aparente, transportes levando reforços krogan aterrisaram em Palevan, trazendo consigo bombas e armas de fissão. Essas armas foram implantadas a bordo do processador das naves Reapers e detonados simultaneamente ao redor do planeta, permitindo que muitos territórios fossem retomados. As notícias sobre a vitória deram um impulso na moral dos turians e da comunidade galática, mas durou pouco quando os Reapers retalharam.

Vendo a situação sem solução, o Primarca Victus ordenou a retirada dos batalhões sistema de Trebia para participar no ataque à Terra. O único jeito de terminar a guerra foi ativando o Crucible, e para tal precisavam da Citadel, que foi movida para a órbita da Terra por proteção. Os turians deram assistência em terra e no espaço, enquanto Comandante Shepard alcançava a Citadel para ativar o Crucible.

CulturaEditar

Desde a Guerra da Unificação, os turians usam tatuagens demonstrando sua colônia de origem, porém é desconhecido se a marca distingue ou se a cor tem algum significado. Essas marcas são geralmente brancas - principalmente em turians com carapaças mais escuras - mas nota-se marcas de outras cores como azul em Garrus Vakarian ou vermelho em Nyreen Kandros. A falta de marcas faciais é vista com repressão na sociedade turian; o termo "cara limpa" refere-se a quem é sedutor ou não é confiável. O termo também abrange o meio político.

CSecTurian

Um oficial turian do C-Sec.

Turians são notáveis por seu senso forte de serviço público. É raro um caso de um turian que põe suas vontades a frente do grupo. Todo cidadão da idade de 15 a 30 serve ao estado de alguma forma, desde um soldado a um administrador. Por terem um forte por serviço público e alto sacrifício, turians tendem a serem mal empresários. Em compensação, eles aceitam os volus como clientes. oferencendo proteção em troca de experência fiscal.

A sociedade turian é bem rígida e muito organizada, e a espécie é conhecida pelo sua disciplina rigorosa e trabalho ético. Turians estão dispostos a fazer o que for necessário para ser feito, e eles sempre seguem como ordenado. Turians não são facilmente fadados à violência, mas quando um conflito é inevitável, eles só entendem o conceito de "guerra total". Eles não acreditam em "pequenos conflitos"; eles usam frotas massivas e para derrotar um adversário por completo para que não tenham que lutar mais de uma vez ou remover qualquer ameaça. Eles não exterminam o inimigo, porém destroem suas forças armadas e o inimigo não tem outra opção a não ser se tornar uma colônia dos turians. Em teoria, outro conflito entre humanos e turians aniquilaria boa parte da galáxia.

As força militar é o centro de sua sociedade. Não é apenas uma força armada; é uma organização de obras públicas abrangente. A polícia civil também é a polícia militar. Os bombeiros servem a população civil assim como instalações militares. A divisão dos engenheiros constroem e dão manutenção espaçoportos, escolas, plantas de purificação de água e estações de energia. A marinha mercante certifica de que todos os mundos tenham recursos necessários.

Turian socialization

Mesmo sendo uma sociedade militarmente disciplinada, homens e mulheres da espécie não evitam formas tranquilas de interação social.

Outras espécies vêem os turians como "seres de ação" e são considerados como a raça mais progressista da Citadel (embora alguns acreditam que os humanos rivalizam essa posição). Uma vez que sua cultura é a base de hierarquia, mudanças e avanços aceitos pela liderança são facilmente adotados pela sociedade com o mínimo de resistência.

Enquanto os turians são seres com desejos pessoais, seu instinto é de equivaler o indivíduo com o grupo, deixando de lado o egoísmo pelo bem de todos. Os turians são ensinados a terem um forte senso de responsabilidade pessoal, a "honra turian" que as outras espécies acham tão marcante. Os turians são ensinados a terem livre arbítrio, para o bem ou para o mal. O pior pecado na visão dos turians é mentir sobre suas ações. Turians que assassinam tentam desviar do assunto, mas se diretamente questionados, tendem a confessar o crime.

EconomiaEditar

A economia turian é muito maior do que a economia da Aliança, mas não tem condições de competir com o tamanho e o poder da economia asari. Por muitos anos, o desenvolvimento econômico foi prejudicado pelo desinteresse cultural. Quando os turians aceitaram os volus como raça cliente, o desenvolvimento comercial disparou.

O exército é sustentado por uma infraestrutura bem desenvolvida. Fabricantes como Armax Arsenal ou Haliat Armory producem equipamento avançado e confiável. Fabricantes volus são conhecidos por produzir equipamentos turian baratos e de baixa qualidade

ReligiãoEditar

Turians acreditam que grupos e lugares têm "espírito" que transcedem o individual. Por exemplo, uma unidade militar pode ser considerado um único espírito que envolve a honra e a coragem demonstrada. O espírito de uma cidade reflete as conquistas de seus residentes. O espírito de uma árvore antiga reflete a beleza e a tranquilidade da área onde cresceu.

Esses espíritos não são nem bons nem ruins e nem apelam para intercessão. Turians não acreditam que os espíritos podem afetar o mundo, mas inspirar os vivos. Rezas e rituais permitem que um indivíduo converse com um espírito para orientação e inspiração. Por exemplo, um turian que tem sua lealdade testada pode apelar para o espírito da sua unidade, esperando se reconectar com o orgulho e a honra do grupo. Um turian que deseja criar uma peça de arte pode tentar se conectar com o espírito de um lugar bonito.

Turians gozam da liberdade religiosa e podem praticar o que lhes convém desde que não impeça ninguém de realizar suas tarefas. Há muitos praticantes da filosofia siarista asari. Desde o contato com a Aliança, alguns turians se converteram ao Confucionismo e Budismo Zen.

No passado, turians acreditavam que titãs atravessaram Palevan, alcançando o céu. Eles adoraram essas divinidades e se comunicaram com elas através da construção chamada Templo Palevan. O templo era frequentado por uma ordem religiosa chamada os Sacerdotes Valluvianos, que vestiam roupas roxas para escurecer suas formas. Para entrar na ordem, o indivíduo precisava ser considerado digno por um feito. Quando os turians descobriram outras formas de vida além das estrelas, eles selaram o templo porque não precisavam de lendas para estimula-los em diante.

GovernoEditar

Conhecido com a Hierarquia Turian, é uma hierarquia meritocrática. Embora haja grande potencial de abuso, ela é tomada pelo dever civíco e pela responsabilidade pessoal aprendida desde a infância.

Turians possuem 27 fases de cidadania, começando com civis (raças clientes e crianças), início do serviço militar sendo a segunda fase. Cidadania formal como terceira fase, após treinamento de campo.
Citadel Council-Turian council member

Força MilitarEditar

Ações militares conhecidasEditar

Turians NotáveisEditar

Mundos TuriansEditar

TriviaEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória