FANDOM


Nativos do planeta Terra, humanos são a mais nova espécie de tamanho populacional considerável a entrar no estado galático, e é a que está crescendo e se desenvolvendo mais rapidamente. Eles descobriram sozinhos uma base de dados Prothean em Marte no ano de 2148 EC (Era Comum), e pouco depois, a rede de mass relays que existe na via-láctea.

Biologia Editar

Humansmasseffecticon.jpg
Humanos são bastante robustos. Seu conjunto interno e processos reprodutivos são típicos da maioria dos mamíferos bípedes, e seu tamanho e proporção lhes dão a aparência de serem fortes e bastante ágeis. Em comparação com as raças do Conselho, humanos são similares aos turians (levando em conta que um humano em sua melhor forma física pode combater facilmente um turian em estágio similar, o que os tornam quase equivalentes em situações de combate corpo-a-corpo), e menos ágeis que asaris (que se assimilam muito aos humanos), apesar que humanos em ótima condição física tendem a ser mais fortes que uma asari. Humanos podem parecer mais fortes do que salarians, mas certamente não mais ágeis, por conta do metabolismo extremamente elevado destes. Como a maior parte das raças, humanos também são capazes de gerar indivíduos com capacidades bióticas . Todos os casos de bióticos em humanos são resultado de uma exposição pré-natal ao elemento zero (eezo), e carregam um alto risco de terem complicações médicas.

Humanos podem viver por volta de 150 anos, e avanços genéticos recentes conseguiram erradicar quase todas as doenças e pragas que os afligiam. Entretanto, como humanos apenas emergiram no estado galático entre os últimos 30 anos, é presumível que a nova introdução à novas tecnologias e técnicas podem aumentar e muito sua vida útil. Humanos atingem sua maturidade física por volta dos dezoito anos, quando geralmente estes terminam sua educação acadêmica e decidem se entram para as forças militares ou iniciam treinamentos para assumir uma profissão.

É notável que humanos são bem peculiares na comunidade galática, por terem uma extrema variabilidade genética quando comparados com as outras raças da galáxia, com muitos padrões genéticos estabelecidos. Isso tornam humanos em ótimo material genético e até grupo de controle para experimentos genéticos.

História Editar

Novos horizontes Editar

A exploração humana da galáxia se deu início por volta do final do século XXI. Em 2069 EC (Era Comum), o posto avançado Armstrong em Shackleton Crater, na Lua, foi fundado como a primeira colônia extraterrestre da humanidade. Em 2103, a Agência Espacial Européia estabeleceu Lowell City em Eos Chasma em Marte, abrindo caminho para outros postos avançados, tanto de moradia quanto de pesquisa através do sistema Solar, como a Estação Gagarin próxima à Plutão , que estava em construção por volta de 2142 EC.

Nos primeiros anos, entretanto, alguns estavam insatisfeitos com o andamento da exploração oficial, o que levou a muitas operações privadas. Em 2070, o bilionário Victor Manswell começou a financiar sua própria operação de colonização extra-solar. A Expedição Manswell, como ficou conhecida, foi lançada cinco anos mais tarde com 300 colonistas em estado criogênico com destino ao sistema Alpha Centauri, mas comunicações com a nave da expedição foram perdidas e os colonistas foram marcados como perdidos. A expedição pré-FTL permanesceu esquecida até 2186, quando os colonistas foram descobertos vivos e em bom estado em um planeta em Alpha Centauri por um grupo de exploração Asari.

Descobrimento da física de Efeito em Massa Editar

Em 2148, exploradores humanos em Marte descobriram uma ruína Prothean de um antigo posto de observação, com uma base de arquivos que provou que Protheans haviam estudado humanos milênios atrás. Enquanto as religiões tentaram assimilar essa descoberta com a sua doutrina, uma corrida global se iniciou para tentar decifrar todos os inúmeros petabytes de dados dessa base. Descobrindo informação sobre um mass relay orbitando Plutão, exploradores encontraram uma forma de abrir o relay em Charon e descobriram que este levava à Arcturus. Com a ajuda da crescente Systems Alliance, humanos expandiram a outros sistemas, abrindo vários mass relays que estes encontraram.

A Guerra de Primeiro Contato e a Expansão Editar

Humansme.jpg
Humanos chamaram a atenção da comunidade galática após um breve, mas intenso conflito com os turians, conhecido como a Guerra de Primeiro Contato (First Contact War). Com início em 2157, o conflito se iniciou quando turians atacaram uma frota humana que tentava ativar um mass relay dormente (ato ilegal segundo as leis do conselho) e então ocuparam a colônia humana de Shanxi.

Liderados pelo almirante Kastanie Drescher, a Second Fleet iniciou um contra-ataque massivo, pegando os turians de surpresa e os expulsou de Shanxi. O conflito tomou a atenção do Conselho da Citadel, que não perdeu tempo em estabelecer paz, introduzindo humanos à comunidade galática. Como consequência dos atos decisivos daAlliance durante a Guerra de Primeiro Contato, ela assumiu o posto de representante e governo supranacional da humanidade. Desde então, humanos cresceram rapidamente em proeminência.

Em 2165, à humanidade foi concedida uma embaixada na Citadel em reconhecimento de sua crescente força e influência na comunidade galática. A rápida aquisição dessa conquista, apenas uma década após o primeiro contato, causou atrito com outras raças da Citadel, que esperaram por décadas para obterem tal reconhecimento.

A humanidade continuou sua expansão por vários sistemas através das bordas do Espaço da Citadel, o que eventualmente levou a uma competição com os batarians. Quando os batarians tentaram convencer o Conselho a declarar a Skyllian Verge uma "zona de interesses batarians" e falharam, eles fecharam sua embaixada e abandonaram o espaço da Citadel. Vendo humanos como a causa de sua queda de uma posição de glória, batarians frequentemente entram em conflito com colônias humanas, especialmente com escravizadores. A Tensão entre humanos e batarians persiste à décadas.

Conflito em Eden Prime Editar

Eden Prime SLI - start.png
Os humanos foram pêgos de surpresa quando geths atacaram a mais próspera colônia humana, Eden Prime. AAlliance e o lendário Comandante Shepard estavam envolvidos em diversas operações contra incursores geth dentro do território humano. O conflito entre a Aliança e os geth mais tarde ficou conhecido como a Guerra de Eden Prime, que chegou ao seu culme na Batalha da Citadel, onde uma enorme frota de invasão liderada pela nave Sovereing arrasou todas as defesas da Citadel. Com a ajuda de emergência da Quinta Frota da Aliança, os geths foram derrotados. Dependendo das ações do Comandante Shepard, o Concelho é salvo e à Alliance é concedido um espaço no Conselho, ou o Conselho é destruído e a Alliance decide por formar um novo time. Graças aos seus esforços na Batalha da Citadel, a humanidade se alavancou a um novo patamar de proeminência na galáxia.

Colônias desaparecem Editar

Menos de dois anos após a Batalha da Citadel, o contato com algumas colônias humanas dentro dos Sistemas Terminus é perdido. Investigações revelam que os habitantes das colônias simplesmente desapareceram, com nenhuma evidência do que aconteceu a eles. A Alliance faz pouco para intervir; pois sem explicação dos desaparecimentos, não se pode prever próximos incidentes. Humanos em colônias mais afastadas, ao perceber a falta de auxílio com tal problema, começam a criar ressentimento contra a Alliance. Esta então tenta ganhar confiança através de esforços de boa fé, como em Horizon, colônia para qual é concedido novas torres de defesa anti-nave, mas as suspeitas remanescem.

As abduções das colônias são finalizadas da mesma maneira misteriosa como começam. Enquanto a Alliance publicamente culpa escravistas do Terminus das abduções, o destino de milhares de colonistas nunca é conclusivamente definido.

Guerra contra os Reapers Editar

Chegada.png
Em 2186, os Reapers invadem a galáxia através do espaço batarian e passam diretamente por território humano. Inúmeras colônias param de responder, mas a natureza da ameaça permanesce em mistério até achegada dos Reapers à Terra. O assalto rapidamente destrói qualquer força militar que a a Terra e a Alliance tenham. Com a queda da Terra, Almirante Steven Hackett ordena uma retirada à todas as forças ainda vivas da Alliance. No curso da guerra, a maior parte dos mundos humanos permanece sobre controle Reaper enquanto estes iniciam sua coleta. Milhões de humanos morrem.

Após Comandante Shepard unir a galáxia para combater os Reapers e o Crucible é construído, a Alliance lidera a ofensiva para recuperar a Terra. Enquanto a frota aliada Sword encara os Reapers na orbita da Terra, as forças de infantaria Hammer descem ao planeta e se juntam à resistência do Almirante David Anderson . A ofensiva sofre perdas massivas, mas alcançam seu objetivo, colocando Anderson e Shepard dentro da Citadel, que fora antes movida do seu sistema natal para a Terra pelos Reapers após descobrirem sobre os planos do Crucible. Shepard abre os braços da Citadel, o Crucible é encaixado, e Shepard tem em suas mãos a decisão final que afetará o destino da galáxia.

Cultura Editar

Humanos são geralmente bem inteligentes, anormalmente ambiciosos, altamente adaptáveis, individualistas e, portanto, imprevisíveis. Eles tem um forte desejo de evoluir e se desenvolver, e o fazem com tanta assertividade que as raças normalmente estáveis do Conselho ficam surpresas por sua inquietez e curiosidade implacável. Sua economia, apesar de muito menor do que qualquer uma das raças do conselho, é bastante forte para seu tamanho, e sua efecácia militar está entre as melhores da galáxia, mesmo com o fato de que apenas 3% de humanos se dedicam à vida militar da Alliance, uma proporção muito menor comparada às outras raças. Suas habilidades em combate com os turians durante a Guerra de Primeiro Contato demonstraram graficamente o potencial da força militar humana, e por isso é fruto de certa preocupação de diversas raças, que temem as consequências de outro conflito entre humanos e turians.

Governo Editar

A Aliança Editar

Artigo Principal: Aliança

Relações Galáticas Editar

11171714 1030706860290638 1842827735 o.jpg
A Aliança, que representa a maioria dos humanos, tem uma embaixada na Citadel desde 2165. Muitas outras espécies desgostam dessa súbita ascendência comparado ao seu status de relativamente novos ao estado galático. Algumas espécies sentem que a humanidade é extremamente agressiva em seus esforços de colonização e avanço nas relações intergaláticas. Para outras espécies, foram necessários séculos para conseguir o que a humanidade conquistou em décadas.

Humanos também fizeram algo que o Conselho não pôde: colonizar planetas na Attican Traverse, na Skillian Verge, e através das bordas dos Sistemas Terminus, regiões altamente voláteis onde o Conselho tem pouca autoridade. Forças humanas encontraram pequenos conflitos com os batarians na Skillian Verge, lugar que batarians também estavam tentando conquistar. Quando batarians pediram ao Conselho para declarar a Skillian Verge uma zona de "interesse batarian", eles foram negados; em resposta, batarians assumiram uma posição de revolta, culpando humanos por privarem-os de recursos valiosos. As relações humanas-batarians são hostis desde então.

Diferente de muitas espécies no Espaço da Citadel, humanos não têm aliados próximos entre as outras raças, apesar de serem parceiros de comércio com turians e asaris. Sem alianças ou posições políticas fortes, humanos tiveram de seguir as regras do Conselho sem ter muita influência em suas decisões. Embassadores humanos finalmente tiveram seus pedidos respondidos quando Shepard foi admitido no grupo de operadores de elite do Conselho Spectres, e ainda mais quando conseguiram um acento no Conselho, ou por ter salvo o Conselho na Batalha da Citadel, ou tendo de reconstruir o Conselho quando estes foram perdidos no conflito. De qualquer forma, agora que a humanidade tem um acento no Conselho, eles são capazes de influenciar nas regras do Conselho, proteger seus próprios interesses e ter alguma palavra no governo do Espaço da Citadel.

Humanos notáveis Editar

Veja também: Categoria:Humanos

Planetas Humanos Editar

Curiosidades Editar

  • A raça humana é jogável no modo multiplayer de Mass Effect 3
  • Entre as espécies do Mass Effect, os Humanos são uma das que possuem o Planeta natal mais frio, a Terra.
  • Os Humanos se desenvolveram no espaço muito mais rapidamente do que as outras espécies: em pouco mais de 30 anos se integraram à comunidade Galáctica.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória